proxy importancia

Mesmo que não seja profissional de TI, é provável que em algum momento você já tenha ouvido falar no termo “proxy”. Essa palavra costuma aparecer em alguns contextos, sendo comum em mensagens exibidas quando ocorrem erros de conexão à internet. Algo como “não foi possível localizar o servidor proxy” é o aviso mostrado quando isso acontece.

Mais do que a frustração de não conseguir visualizar o conteúdo que desejava, o usuário fica confuso, por não saber exatamente o que é proxy e o que significa o erro. Nesse post, vamos explicar em detalhes e de forma didática o que, afinal, quer dizer proxy, qual sua importância e tipos existentes. Boa leitura!

O que é proxy?

De forma geral, um servidor proxy nada mais é do que um “intermediário” entre seu computador e a rede externa. Quando um usuário tenta acessar a internet, a solicitação não acontece diretamente entre seu equipamento e a rede, mas passa primeiro pelo proxy.

Por isso, quando o proxy não está disponível, a conexão não pode ser realizada. Entendeu agora a mensagem de erro que mencionamos no início deste artigo?

Qual a importância do proxy?

Cada computador que acessa a internet precisa ser identificado de forma única. Esse é o papel do endereço IP, que é exclusivo para cada máquina. Acontece que os IP’s locais, isto é, de cada computador individual, não são válidos para acessos externos. Por isso, o endereço que é enviado à internet não é o seu, mas o do proxy.

Na prática, o proxy pega sua requisição e envia para a internet sem mostrar quem é o solicitante original. Tudo chega à rede como se estivesse sendo pedido pelo próprio proxy.

Segurança

Aqui, surge a primeira — e óbvia — vantagem do uso de proxy: a segurança. Como quem aparece externamente é o endereço do servidor, pessoas mal-intencionadas não terão acesso às suas informações, mesmo que consigam identificar o endereço usado para conexão.

Desempenho

Imagine uma empresa em que os funcionários precisam acessar determinado site várias vezes por dia. A cada vez, uma nova solicitação é realizada e os dados precisam ser recuperados das páginas do site.

Uma das funções do servidor proxy é justamente efetuar o cache de páginas já acessadas. Em outras palavras, o proxy guarda os principais recursos do site, assim as informações já estão na rede da empresa e não precisam ser buscadas na internet a cada nova solicitação. Naturalmente, isso torna o acesso mais rápido e também proporciona economia à organização.

Restrições de acesso e auditoria

O uso de proxy também favorece a aplicação de políticas corporativas de acesso à internet. Por meio de regras simples, é possível dizer ao servidor proxy para bloquear determinados sites (ou grupos de sites) a partir dos computadores da empresa.

Adicionalmente, é possível realizar uma auditoria nos acessos realizados, uma vez que o proxy mantém registro sobre todas as solicitações e conexões efetuadas.

Quais são os tipos de proxy?

Dependendo das funções que executam, os servidores proxy podem ser classificados em alguns tipos. Basicamente, os mais comuns são o web proxy (responsável pelas conexões entre os computadores locais e a internet) e o cache proxy (que armazena localmente as informações mais acessadas), ambos já explicados.

Neste artigo, apresentamos uma visão geral sobre o que é proxy e qual sua importância nas redes corporativas.

Se você gostou das informações e quer compartilhar suas experiências no assunto ou esclarecer alguma dúvida, deixe seu comentário aqui no post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This