Ransomware: confira alguns cuidados contra esse tipo de ataque

A segurança dos dados vem sendo uma preocupação constante desde que a maioria das empresas migrou seus arquivos para sistemas computacionais. Os ataques de hackers têm sido uma grande dor de cabeça para grande parte dos gestores, especialmente com a utilização de ransomwares para a realização de invasões.

Por isso, neste post vamos explicar para você o que é o tão temido ransomware, que está assombrando o mundo dos negócios nos últimos tempos, e como se proteger dele. Então siga conosco, e boa leitura!

O que é ransomware?

O termo é descrito como um código malicioso — mais conhecido como vírus — utilizado por hackers para realizar o sequestro de dados dos usuários, com o intuito de pedir um resgate. Ou seja, esses ataques não visam roubar informações ou causar estragos às vítimas, mas sim lucrar com elas.

Esse tipo de malware vem causando muitos prejuízos ao redor do mundo, principalmente pelo fato de que muitas empresas não adotam políticas de segurança em suas estruturas de tecnologia da informação para lidar com esse tipo de ataque.

Como ele funciona?

O código pode ser recebido via e-mail, em anexo, ou quando o usuário clica em algum link suspeito da internet.

No geral, sua propagação costumava estar ligada a sites de pornografia ou pirataria, mas vários hackers já estão desenvolvendo cópias de sites verdadeiros, para que a vítima se sinta confortável para clicar nos links exibidos em tela, acabando por infectar a sua máquina.

Então, o sequestro dos dados é realizado por meio de uma encriptação que só pode ser acessada com a chave em posse do cibercriminoso, mediante um certo valor, depositado em Bitcoins. E o uso da moeda digital torna a transação impossível de rastrear, garantindo a impunidade dos criminosos cibernéticos.

Quais foram os últimos ataques ocorridos?

Entre os grandes destaques dos últimos meses, tivemos o ransomware WannaCry, um malware que se aproveitava de uma falha de segurança do Windows Server 2003 para bloquear os dados do usuário.

Isso causou muitos problemas em todo o mundo, inclusive no Brasil, paralisando as atividades do Ministério Público de São Paulo, entre outras organizações do governo. Em tempo, a Microsoft lançou atualizações para corrigir a falha.

Outro ransomware que se tornou famoso durante algum tempo foi o Bad Rabbit, que infectou máquinas ao oferecer uma atualização para o Adobe Flash Player, plugin necessário para visualizar vídeos na internet.

Quais cuidados devo tomar?

Algumas atitudes podem ser tomadas para evitar que esse tipo de ataque tenha sucesso em sua empresa.

Em primeiro lugar, é necessário investir no treinamento e capacitação da equipe, propagando uma política de segurança para evitar a abertura de arquivos estranhos ou a navegação por sites inseguros. Além disso, o controle de acesso deve contar com uma distribuição de permissões limitadas ao papel da cada usuário.

O uso de ferramentas de monitoramento também são bem-vindos para manter a segurança das informações. Por fim, é essencial ter uma rotina de backup para a recuperação de dados em caso de sequestro. Assim, não seria necessário pagar um resgate — bastaria fazer um restore dos dados.

Enfim, com as informações aqui reunidas você já deve ter uma ideia geral sobre o que é ransomware e quais são as melhores práticas para proteger os seus dados!

Agora, se gostou do post, aproveite para curtir a nossa página no Facebook e fique por dentro de mais conteúdos exclusivos como este, para se manter atualizado com o mundo da TI.

E-mail para projetos de segurança contra ransomware com baixo custocontato@defenseti.com.br
Telefone: (31) 3879-5719 ou (31) 4103-9238

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This