virus

Quando o computador da empresa começa a ficar lento ou se comportar de forma incomum, é preciso redobrar a atenção, pois esses são grandes indícios de presença de vírus no sistema. Enquanto alguns são apenas irritantes, outros podem causar danos graves aos equipamentos.

Pensando nisso, ao longo desse artigo, vamos esclarecer o que são os vírus e apresentar algumas dicas de como evitar essas ocorrências desagradáveis e potencialmente prejudiciais a sua organização. Boa leitura!

O que são vírus e quais seus principais danos?

Primeiramente, para lidar com esse problema é preciso conhecer, ao menos, um pouco sobre o assunto. Um vírus de computador é um programa que espalha códigos maliciosos, infectando o equipamento. Ainda que alguns permaneçam latentes, outros podem corromper dados, prejudicar o desempenho do sistema, além de haver o risco de arquivos serem deletados e senhas ou outras informações importante roubadas.

Os vírus tendem a ser disseminados através de downloads, anexos de e-mails ou mídias removíveis, tais como CDs, DVDs e unidades USB. Há, ainda, aqueles que se espalham quando o usuário abre um arquivo executável. Em geral, são ativados quando carregados na memória de um computador e, em seguida, podem continuar a espalhar seu código viral em vários outros programas e arquivos ali armazenados.

Mesmo que os programas do computador continuem funcionando normalmente, o código do vírus pode se espalhar para outras máquinas que compõe a mesma rede da empresa ou que compartilham os mesmos dispositivos de armazenamento.

Alguns utilizam código polimórfico para evitar a detecção por softwares antivírus, modificando seus módulos de decodificação a cada vez que infecta um novo host, aumentando os riscos.

Adwares e spywares, por outro lado, não são considerados vírus, pois não possuem a mesma habilidade reprodutiva.

Veja agora 4 formas de evitar os vírus no computador:

1. Utilize um bom firewall e proxy na sua rede

O proxy é uma ferramenta essencial para a segurança do ambiente de rede e para fazer prevalecer as regras da empresa em relação aos conteúdos que podem (ou não) ser acessados. É possível fazer listas de black-list ou white-list, sendo possível bloquear tudo e liberar somente o que for realmente necessário ou liberar tudo e bloquear somente o que for perigoso.

2. Preste atenção aos programas que você instala

É essencial estar ciente do que você está instalando ou executando em seu computador. Os criadores de vírus ganham muito dinheiro com programas ou aplicativos que, à primeira vista, parecem inofensivos, mas são capazes de infectar o computador quando executados. Para garantir a segurança:

  • nunca abra mensagens de fontes desconhecidas;
  • evite páginas web não seguras. Você pode reconhecer páginas seguras à medida que o endereço começa com “https://” e exiba um ícone de cadeado;
  • observe a extensão dos arquivos;
  • faça downloads apenas em sites confiáveis.

3. Mantenha seu sistema operacional Windows atualizado

Os vírus exploram furos de segurança existentes em versões desatualizadas do Windows. Para evitar isso, você deve instalar sempre os últimos patches de segurança. O próprio Windows torna isso fácil. Portanto, para que você não precise se preocupar, ative as atualizações automáticas.

4. Use um bom antivírus

Um bom antivírus pode fazer muito mais do que impedir a proliferação de vírus no computador. Ele protege sua identidade e a do seu negócio, ajudando, até mesmo, a evitar fraudes em transações online.

Além disso, alguns cuidados essenciais são: usar senhas seguras e não fornecer informações confidenciais por e-mail.

Gostou do artigo? Então, siga a nossa página no Facebook e acompanhe todas as nossas informações e novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This